sexta-feira, 12 de outubro de 2012

The Vampire Diaries-4ªTemporada

Paul Wesley & Nina Dobrev,nas Filmagens da 4ªTemporada...

The Vampire Diaries-Paul Wesley e a Sua Mota...

segunda-feira, 8 de outubro de 2012

Joias Goticas

Alchemy Gothic Queen of The Night Green Jewel Choker

Poemas Goticos

Minha Decepção de Mim

Quero quem caminhou comigo no desespero
Pela morte, pelo medo
Olhei ao redor e percebi que estou só
Seu nome, minha vida
Virou pó
Paredes fechadas consumiram meu pensamento
Meu desejo, meu sofrimento
Minha alma implorou pela alegria
Se perdeu, tropeçou
Alcançou agonia
Fui trazida de volta ao último sussurro
Pelo seu toque, pela sua paz
Uma penitência pela errante que sou
Trancada, aprisionada
Você me odiou
Não pude ver a sombra daquele que busquei
Parei, hesitei
Percebi que não sou aquela que encontrei
Não lutei, não venci
Não amei

de Trinity
Banners
Sepultarei

Sepultarei este sentimento sem lápide ,
sem flor, no mais profundo esquecimento
sepultando junto toda minha dor.
Sepultarei minhas lembranças e toda
saudade que sinto de ti...
no mais profundo esquecimento,
no lamento de cada dia que perdi.
Sepultarei este sentimento e junto dele
minha esperança , minha ilusão
sangrando a alma...
feito lança fincando o coração.
Enterro-te , meu sentimento, no poço
fundo que me lançastes, permaneça
lá no fundo de onde saíste e nunca mais
me vem afligir.
Sepultando-te eu sobrevivo sem
lamúrias... sem sofrimentos, encontrando
minha luz, afugentando meu tormento.
Sepulto este amor no mais profundo
esquecimento, sem ressentimento.
Sem lápide , sem flor.

 Leni Martins
Banners

Soneto LXV

Se a morte predomina na bravura
Do bronze, pedra, terra e imenso mar,
Pode sobreviver a formosura,
Tendo da flor a força a devastar?
Como pode o aroma do verão
Deter o forte assédio destes dias,
Se portas de aço e duras rochas não
Podem vencer do Tempo a tirania?
Onde ocultar - meditação atroz -
O ouro que o Tempo quer em sua arca?
Que mão pode deter seu pé veloz,
Ou que beleza o Tempo não demarca?
Nenhuma! A menos que este meu amor
Em negra tinta guarde o seu fulgor.

William Shakespeare
Banners