sexta-feira, 5 de outubro de 2012

The Vampire Diaries-FanArt Videos

Banners Banners
Damon & Elena...Impossible.

Poemas Goticos

Souvenirs, souvenirs...
A Doçura de um Anjo

Perdida entre as
asas de um anjo.
Não consigo
distinguir o que é
real.
Perdida na doçura
de um encanto.
Arrepio-me ao
sentir um estranho
sopro em meu
pescoço.
Mas me surpreendo
na curiosidade
que mostra o meu
corpo.
Presa na tortura
de uma razão.
Vencida pelos
meus desejos.
Estou presa entre
doçura e lágrimas.
Estou presa entre
amor e ódio.
Presos entre
sorrisos e lágrimas.
Amarrados por
nossos corações.
Que vá embora a
saudade que me
domina.
Que vá embora
encontrar seu
destino
E venha mais
uma vez iluminar
o meu caminho.
Mostre-me a paz
que eu vejo em
meus sonhos.
Perdida nas
carícias de
um anjo.
Surpreendo-me no
desejo que mostra
o meu corpo
Quando sinto o
teu sopro no meu
pescoço.
Surpreendo-me ao
me entregar às
carícias de uma
loucura.
Sinto em meu
corpo a tortura
do meu
subconsciente.
Amarrada aos
braços de um anjo.
Entrego-me a
uma loucura.
E que se vá as
razões que fica
a me dominar.
Estou presa na
doçura de um
anjo.

Banners
Sous la neige...
O Deus do Tempo

Do céu triste chove gostas de solidão
ásperas e cortantes
rasgam meu tempo presente
e penetram em meu coração
dos meus olhos frementes
lágrimas vermelhas e impuras caem 
rolam por minha face
contaminadas de saudades
de um passado que passou
meu futuro sem sentido
traz dor com minhas lembranças
que eras perfeito
és agora apenas o imperfeito doloroso
que feres meu ser
sem alguém , como alguém ser
se alguém não existe mais
talves tenha existido no passado
passado passageiro das lembranças
que torturam minha alma com saudades
que machucam meu coração
há tempos , em novos tempos por tempos atras.

Ignoticos
Banners
Nuit macabre...
Escuridão...

A escuridão possui-me...
As trevas do pensamento humano
A escuridão dos seus corações
os subúrbios dos seus desejos...
a mais amarga tristeza
de uma lágrima derramada
sobre uma espada cravada
em corações inocentes...
Esta dor que dói
sem nos apercebermos...
que corrói nossas entranhas....
que magoa...
a mais pura sensação de fraqueza...
Presos nos escombros
Prestes a cair no abismo fatal...
A solidão... magoa...
Mata-nos aos poucos
com os seus espinhos...
sangue derramado
incolor a nossos olhos...
pobre criatura presa nas trevas.
seu sofrer
já não mais sentido...
seus gritos mudos...
suas lágrimas secas...
seu olhar vaço...
apenas dor...
apenas alma...
apenas solidão
em seu coração!

 Isabel
Banners
"Many questions"...
Retrato

"Eu não tinha este rosto de hoje,
assim calmo, assim triste, assim magro,
nem estes olhos tão vazios, nem o lábio amargo.
Eu não tinha estas mãos sem força,
tão paradas e frias e mortas;
eu não tinha este coração que nem se mostra.
Eu não dei por esta mudança,
tão simples, tão certa, tão fácil:
Em que espelho ficou perdida a minha face?"

Cecília Meireles
Banners
La dame au chien - Gothique...
Teus olhos têm uma cor
de uma expressão tão divina,
tão misteriosa e triste.
Como foi a minha sina!!!

É uma expressão de saudade
vagando num mar incerto.
Parecem negros de longe...
Parecem azuis de perto...

Mas nem negros nem azuis
são teus olhos meu amor...
Seriam da cor da mágoa,
se a mágoa tivesse cor.

Florbela Espanca
Banners
Un visage sans nom...
Tumulto

Tempestade... O desgrenhamento
das ramagens... O choro vão
da água triste, do longo vento,
vem morrer-me no coração.

A água triste cai como um sonho,
sonho velho que se esqueceu...
( Quando virás, ó meu tristonho
Poeta, ó doce troveiro meu!...)

E minha alma, sem luz nem tenda,
passa errante, na noite má,`
à procura de quem me entenda
e de quem me consolará...

Cecília Meireles
Banners
Nuit d'effroi...
Vampiro

Tu que, como uma punhalada
Invadiste meu coração triste,
Tu que, forte como manada
De demônios, louca surgiste,

Para no espírito humilhado
Encontrar o leito ao ascendente,
- IInfame a que eu estou atado
Tal como o forçado à corrente,

Como a seu jogo o jogador,
Como à garrafa o beberrão,
Como aos vermes a podridão
- Maldita sejas, como for!

Implorei ao punhal veloz
Dar-me a liberdade, um dia,
Disse após ao veneno atroz
Que me amparasse a covardia.

Mas não! O veneno e o punhal
Disseram-me de ar zombeiro
"Ninguem te livrará afinal
De teu maldito cativeiro

Ah! imbecil-de teu retiro
Se te livrássemos um dia,
Teu beijo ressuscitaria
O cadaver de teu vampiro!"

Charles Baudelaire
Banners
Le calice de sang...
Inscrição Para Um  Portão de Cemitério

Na mesma pedra se encontram,
Conforme o povo traduz,
Quando se nasce - uma estrela,
Quando se morre - uma cruz.
Mas quantos que aqui repousam
Hão de emendar-nos assim:
"Ponham-me a cruz no princípio...
E a luz da estrela no fim!"

Mário Quintana
Banners
"A pair of souls come undone"...
Eu Não Existo Sem Você

Eu sei e você sabe, já que a vida quis assim
Que nada nesse mundo levará você de mim
Eu sei e você sabe que a distância não existe
Que todo grande amor
Só é bem grande se for triste
Por isso, meu amor
Não tenha medo de sofrer
Que todos os caminhos
Me encaminham pra você

Assim como o oceano
Só é belo com luar
Assim como a canção
Só tem razão se se cantar
Assim como uma nuvem
Só acontece se chover
Assim como o poeta
Só é grande se sofrer
Assim como viver
Sem ter amor não é viver
Não há você sem mim
Eu não existo sem você

Vinícius de Moraes
Banners
Une violoniste sous une pluie battante...
Chove

Chove. Há silêncio, porque a mesma chuva
Não faz ruído senão com sossego.
Chove. O céu dorme. Quando a alma é viúva
Do que não sabe, o sentimento é cego.
Chove. Meu ser (quem sou) renego…

Tão calma é a chuva que se solta no ar
(Nem parece de nuvens) que parece
Que não é chuva, mas um sussurrar
Que de si mesmo, ao sussurrar, se esquece.
Chove. Nada apetece…

Não paira vento, não há céu que eu sinta.
Chove longínqua e indistintamente,
Como uma coisa certa que nos minta,
Como um grande desejo que nos mente.
Chove. Nada em mim sente…

Fernando Pessoa
Banners
A la recherche de la lumière...
Soneto

O quanto perco em luz conquisto em sombra.
E é de recusa ao sol que me sustento.
Às estrelas, prefiro o que se esconde
Nos crepúsculos graves dos conventos.

Humildemente envolvo-me na sombra
que veste, à noite, os cegos monumentos
isolados nas praças esquecidas
e vazios de luz e movimento.

Não sei se entendes: em teus olhos nasce
a noite côncava e profunda, enquanto
clara manhã revive em tua face.

Daí amar teus olhos mais que o corpo
com esse escuro e amargo desespero
com que haverei de amar depois de morto.

Carlos Pena Filho

Banners
La violoniste gothique...
Nessa horas de silêncio.
de tristeza e de amor,
Eu gosto de ouvir ao longe,
cheio de mágoa e de dor,
o sino do companaro
que fala tão alto solitário
com esse som mortuário
que nos enche de pavor.

Cassimiro de Abreu
Banners

quarta-feira, 3 de outubro de 2012

The Vampire Diaries-FanArt Videos

Banners 
Video Feito Por 0123 Hope,"I'll Be Waiting..."

Banners

Frases Goticas


Vivemos no mundo do irreal onde tudo o que vemos é somente uma sombra imperfeita de uma realidade mais perfeita

Platão
Banners
A vida é o princípio da morte. A vida só existe em função da morte. A morte é acabar e começar ao mesmo tempo, separação e união mais estreita consigo mesmo.

Friedrich Novalis
Banners

A vida é apenas uma visão momentânea das maravilhas deste assombroso universo, e é triste que tantos se desgastem sonhando com fantasias espirituais.

Carl Sagan

Banners
A vida não passa de uma oportunidade de encontro; só depois da morte se dá a junção; os corpos apenas têm o abraço, as almas têm o enlace.

Victor Hugo
Banners
Que o teu trabalho seja perfeito para que, mesmo depois da tua morte, ele permaneça.

Leonardo da Vinci

Quero voltar! Não sei por onde vim…
Ah! Não ser mais que a sombra duma sombra
Por entre tanta sombra igual a mim!

Florbela Espanca
Banners


Gosto da noite imensa,
triste,preta,como esta estranha borboleta
Que eu sinto sempre a voltejar em mim!...

Florbela Espanca
Banners
Dois amantes felizes não têm fim nem morte,
nascem e morrem tanta vez enquanto vivem,
são eternos como é a natureza.

Pablo Neruda
Banners